Câmara propõe ampla mobilização pela Transposição do Rio São Francisco

A Câmara Municipal de Campina Grande defende ampla mobilização pela conclusão do projeto da Transposição do rio São Francisco. O Poder Legislativo aprovou por unanimidade requerimento de número 1050/2015, de autoria do vereador Nelson Gomes Filho que defende a realização dos movimentos. O parlamentar requer à Câmara Municipal, à Prefeitura Municipal, à sociedade organizada a realização de ampla mobilização pela conclusão da Transposição do rio São Francisco, com atos públicos e eventos diversos a serem programados.

Ele disse que deseja que  a Câmara Municipal, a Prefeitura Municipal, as Igrejas, outras instituições  se articulem e ponham em prática ampla mobilização para sensibilizar os Governos Federal e Estadual para a necessidade da conclusão da Transposição do rio São Francisco, com atos públicos e outros eventos, a serem organizados e desenvolvidos.

Disse que é indispensável que a sociedade se mobilize no sentido de organizar movimentos que ressaltem a gravidade do problema e alerte para as consequências da falta de água para abastecer a Paraíba e Estados vizinhos. Que sejam convidados prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, entidades de classe, como a CDL, Associações Comerciais, Fiep, outras federações, universidades, escolas, grêmios estudantis, instituições universitárias, estudantis e outros segmentos da sociedade. Que a Casa convide para os eventos deputados estaduais, deputados federais, senadores, governadores, ministro da Integração Nacional, e de outros órgãos públicos, os integrantes das Frentes Parlamentares pela Água e Transposição das Assembleias Legislativas do Nordeste, do Senado Federal, da Câmara dos Deputados.

Essa medida se faz necessária em virtude dos inúmeros adiamentos para a conclusão da Transposição que preocupa a sociedade, estando, inclusive, Campina Grande na iminência de sofrer colapso no abastecimento de d’água até o final de 2015, como já ocorre em outras localidades, enquanto que nada se faz de concreto, mas apenas promessas.

^ Ir Para Topo ^